O que é a Física? experimental , teórica, campos de atuação…


fisica1

A Física é ciência responsável por investigar os fenômenos fundamentais da natureza, detalhando sua estrutura, compreendendo sua complexidade e aplicando todo este conhecimento no desenvolvimento de novas tecnologias.

Seria impossível pensarmos no que temos hoje sem a contribuição de físicos do passado, que através de investigações desvendaram fenômenos ópticos, elétricos e magnéticos, dentre outros, possibilitando a existência de quase tudo que hoje facilita as nossas vidas.

Basta olharmos à nossa volta! As mais variadas formas de geraçao de energia, eficientes meios de comunicação, meios de transporte absurdamente confortáveis – o MUNDO gira em função da Física.

À partir do início do século XX, com a descoberta da mecânica quântica, foram abertos novos horizontes como a interpretação de fenômenos subatômicos e geração de novas frentes de pesquisa.

Devido à grande quantidade de conhecimentos acumulada nos últimos cem anos da pesquisa em Física, tornou-se necessária a divisão da mesma em Teórica e Experimental.

Física Experimental: é a divisão que incumbe-se de estar em contato concreto com situações do dia-a-dia, resultantes de experiências ou sugeridas pelos físicos teóricos. Aqui ocorre o planejamento e execução de extruturas que permitem bons resultados de pesquisa, sendo que muitos deles geram tecnologias aplicáveis a várias áreas do desenvolvimento tenológico.

Física Teórica: aqui temos fisicos que desenvolvem modelos que, mesmo abstratos, permitem em muito o desenvolvimento da Física. É bem comum dizermos que aqui temos o desenvolvimento de Teorias que serão, posteriormente testadas.

Faz-se necessária a capacidade de análise investigativa tanto de fenômenos já conhecidos e que precisam ser aprofundados, quanto de informações novas. Alguns experimentos são mais teóricos e de fácil acesso à maioria dos interessados, outros são quase inacessíveis, dada a estrutura exigida, como por exemplo no caso do LHC.

Exige-se que o físico que pretende seguir ao ramo das pesquisas tenha, além de conhecimentos sobre Física, alguns pré-requisitos:
1. capacidade de explorar a lógica e, ao mesmo tempo, desenvolver raciocínios nem sempre óbvios;
2. habilidades com matemática;
3. criatividade;
4. paciência e persistência.

O Físico tem, basicamente, dois caminhos a seguir:
• Licenciatura: relacionada ao ensino;
• Bacharelado: voltado para a pesquisa.

O físico atual não está limitado à sala de aula ou a um simples laboratório, encontrando hoje um vasto campo de atuação. Empresas de telecomunicações e de desenvolvimento de tecnologia de ponta para a área médica são grandes mercados em expansão para os físicos. O mercado financeiro também vem se mostrando muito promissor, visto que instituições bancárias de grande porte têm admitido físicos e matemáticos, dada sua alta capacidade de raciocínio e habilidade de resolução de situações em que se faz necessária a tomada de decisões complexas, às vezes em curto espaço de tempo.

O licenciado em Física encontra vasto campo de atuação em escolas, universidades e cursos preparatórios para vestibular, além de poder desenvolver pesquisas relacionadas à Educação.

Para finalizar, podemos afirmar que em segundos você encontrou este artigo, leu e adquiriu talvez um puco mais de conhecimento. Isto implica num processo complexo que não teríamos aqui tempo para descever, mas é tudo, simplesmente, devido ao que chamamos Física.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: