Papel das placas tectônicas


Mas qual é o papel da “Tectônica de Placas”?

Além da água líquida, os cientistas consideram o processo de movimentação de

placas tectônicas mandatório para absorver o excesso de carbono da atmosfera do

exoplaneta e confiná-lo nas rochas para prevenir a indesejável ocorrência do

efeito estufa descontrolado (exemplo: planeta Vênus). A ‘tectônica de placas’, ou

melhor, o movimento das placas rochosas na superfície do planeta é tipicamente

causado pelo decaimento radioativo do núcleo do planeta, mas incidência da

gravidade da estrela pode provocar marés no exoplaneta, as quais energizam o

processo tectônico de placas, ativando-o.

“Se você tem o processo de tectônica de placas, então você tem a estabilidade climática

de longo prazo, que é um pré-requisito para a existência da vida”, Barnes afirma.

Estrutura das placas tectônicas: há 3 tipos de limites de placas, caracterizados pelo

modo como as placas se deslocam umas relativamente às outras, aos quais estão associados

diferentes tipos de fenômenos de superfície: {1} Limites transformantes ou

conservativos – ocorrem quando as placas deslizam ou mais precisamente roçam

uma na outra, ao longo de transformantes. O movimento relativo das duas placas

pode ser direito ou esquerdo,conforme o a visão do observador colocado num dos

lados da falha. {2} Limites divergentes ou construtivos – ocorrem quando duas placas

se afastam uma da outra. {3} Limites convergentes ou destrutivos –

(também designados por margens ativas) ocorrem quando duas placas se movem uma

em direção à outra, formando uma zona de subducção (se uma das placas ergulha sob a outra)

ou uma cadeia montanhosa (se as placas simplesmente colidem e se comprimem uma contra a

outra).As forças tectônicas não podem ser tão severas que regenerem rapidamente a superfície

do planeta e destrua a vida que poderia ter se estabelecido, ele completou. O planeta deve

estar a uma distância onde a energia do campo gravitacional da estrela gera o

movimento tectônico apropriado, sem contudo gerar vulcanismos extremos que repavimenta

o planeta inteiro sem dar tempo a vida sedimentar-se.

“Acima de tudo, o efeito desse trabalho é a redução da quantidade de ambientes habitáveis

no Universo, ou pelo menos os que pensamos se efetivamente ‘ambientes propícios a

vida”, Barnes disse, “Os melhores lugares para buscarmos a habitabilidade são aqueles

onde esse novo conceito e a definição antiga (água líquida presente) coincidem.

Distribuição das placas tectônicas

 

Uma resposta to “Papel das placas tectônicas”

  1. Papel das placas tectônicas | Sobre a Depressão Says:

    […] do efeito estufa descontrolado (exemplo: planeta Vênus). A ‘tectônica de placas’, ou […] Biologia / Ecologia / biology/ ecology / global warming and heating Share Ansiedade e Depressão Papel, placas, tectônicas Você que aceitou fazer […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: