As abelhas desaparecidas nos E.U.A.


As abelhas desaparecidas nos E.U.A.


Investigadores explicam nova patologia em estudo publicado na Plos One

Uma nova patologia – CCD (colony colapse disorder) – tem assolado colónias de abelhas polinizadoras nos Estados Unidos. Os sintomas são característicos e os insectos que recolhem néctar e pólen das flores não regressam e são poucas as que aparecem mortas. O CCD continua um mistério, mas um estudo agora publicado na Plos One avança que o fenómeno poderá estar associado a um vírus e um cogumelo.

Já foram disponibilizados importantes financiamentos aos investigadores para o estudo do sucedido. A equipa de Jeremy Bromenschek, um cientista que esteve longamente ligado ao exército norte-americano para ensinar abelhas a detectar explosivos, está a recolher e a analisar proteínas presentes no corpo dos polinizadores mortos com CCD, com a ajuda de um espectrómetro de massa.
Posteriormente, são estudados micro-organismos, aos quais os elementos pertencem, e comparados com diferentes vírus e bactérias de cogumelos inseridos na enorme base de dados do exército reportando características genéticas. A busca funciona de forma idêntica ao Google, segundo explicaram os investigadores que conseguiram identificar mais de três mil péptidos (compostos orgânicos constituídos por dois ou mais aminoácidos) de espécies diferentes de micro-organismos.

A partir daí, a equipa centrou-se apenas nos patogénicos das abelhas, eliminando todos aqueles que não se encontravam em amostra. Detectaram dois suspeitos: um vírus da família Iridoviridae e um fungo microscópico unicelular (Nosema ceranae). Este último já tinha sido apontado como um dos principais patogénicos das colónias sucumbidas na Europa.

Entretanto, os investigadores contaminaram um grupo de abelhas, em laboratório, com ambas as substâncias e constaram uma taxa de mortalidade de cem por cento. A equipa chegou à conclusão que a associação do cogumelo e do vírus está na origem do CCD, mas sublinham que esta não é a causa da morte de um terço das colónias nos EUA e que um novo pesticida poderá ter despoletado a falta de imunidade da comunidade.

Uma resposta to “As abelhas desaparecidas nos E.U.A.”

  1. As abelhas desaparecidas nos E.U.A. | Sobre a Depressão Says:

    […] que recolhem néctar e pólen das flores não regressam e são poucas as que aparecem […] Biologia / Ecologia / biology/ ecology / global warming and heating Share Sem categoria abelhas, desaparecidas, E.U.A. Cientistas falam sobre […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: